Notícias

Método avançado beneficia tratamento de pacientes cardíacos

Segunda, 12 Dezembro 2016

Método avançado beneficia tratamento de pacientes cardíacos

Utilização do método foi avaliada de forma positiva pela equipe de médicos hemodinamicistas do Santa Izabel

Referência nacional em cardiologia, o Hospital Santa Izabel registrou mais um importante avanço no processo de diagnóstico e tratamento das doenças do coração. De forma pioneira no Norte Nordeste, o Serviço de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista, um dos mais ativos do país, realizou no dia 26 de julho os primeiros casos de implante de stents coronários guiados por Tomografia de Coerência Ótica. Esse equipamento permite a análise do interior do vaso e do stent - pequena prótese utilizada no tratamento de lesões obstrutivas das artérias do coração.

Segundo o médico José Carlos Brito, chefe do Setor de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista, a Tomografia de Coerência Ótica permite perfeita análise do interior da artéria coronária. “Trata-se de ferramenta importantíssima na cardiologia intervencionista atual, pela qualidade das imagens adquiridas no interior da artéria coronária durante a intervenção, com informações precisas que permitem o implante ótimo do stent", afirmou.

Ele acrescenta que outro detalhe importante a ser ressaltado diz respeito ao acompanhamento dos stents bioabsorvíveis que, entre três e quatro anos após serem implantados, são absorvidos pelo organismo, devolvendo ao vaso o tônus e função fisiológica.

A utilização do método foi avaliada de forma positiva pela equipe de médicos hemodinamicistas do Santa Izabel. "Utilizamos o que há de mais avançado em métodos de imagem intravascular, permitindo análise imediata e detalhada pós-implante de stents, em altíssima resolução e com reconstrução tridimencional do vaso, o que possibilita uma melhora dos resultados em casos mais complexos", afirmou o médico Bruno Aguiar, um dos operadores da técnica.

 

UpToDate

Ainda na área de cardiologia, o Santa Izabel vem registrando importantes avanços no uso da ferramenta de suporte a decisões médicas: UpToDate. Ela melhorou a segurança e aumentou a eficiência no diagnóstico e no tratamento dos pacientes. Cada vez mais difundida entre os profissionais da instituição, que a utilizam tanto pela internet quanto offline, essa base de informações foi acessada 23 mil vezes pelos médicos do Santa Izabel num período de um ano, entre março de 2015 e março de 2016.

 crescimento do uso dessa ferramenta no hospital, segundo o médico Gilson Soares Feitosa, diretor de Ensino e Pesquisa, é um indicador importante da enorme valia desse sistema de apoio à decisão clínica, criado por médicos e baseado em evidências. O UpToDate foi implantado no Santa Izabel há cerca de quatro anos pela Diretoria de Ensino e Pesquisa. Esse banco de dados foi escrito por mais de seis mil autores médicos, editores e revisores parceiros. Ele utiliza rigoroso processo editorial para sintetizar recentes informações médicas em recomendações confiáveis.

Disponível em diversas plataformas digitais e atualizada periodicamente, o UpToDate permite acesso fácil a mais de 10 mil tópicos médicos. “Essa ferramenta contribui mesmo nos casos considerados menos usuais”, diz o diretor de Ensino e Pesquisa. O provedor da Santa Casa da Bahia, Roberto Sá Menezes, acrescenta que iniciativas como essa reforçam o papel pioneiro e inovador exercido pelo Hospital Santa Izabel para o desenvolvimento científico da medicina baiana. “Vamos continuar investindo de forma planejada para assistir com excelência e oferecer um tratamento ainda mais qualificado e resolutivo para um número cada vez maior de pessoas”, completou.

 

Atendimento integrado

Unidade formadora de expressivo quantitativo de profissionais médicos que atuam na cardiologia baiana, o Santa Izabel vem promovendo de forma planejada e contínua uma série de melhorias no Serviço de Cardiologia. O objetivo é garantir atendimento cada vez mais integrado, abrangendo desde a emergência, hemodinâmica, cirurgia cardíaca, unidades de terapia intensiva e reabilitação cardíaca para pacientes em tratamento de doenças cardiovasculares.