Gestão da Qualidade

O Sistema de Gestão da Qualidade do Hospital Santa Izabel (HSI) foi implantado em 1999, com o objetivo de aprimorar os serviços prestados pela instituição nas áreas de oncologia, cardiologia, reabilitação cardíaca, neurologia, otorrinolaringologia e ortopedia, e superar assim as expectativas das pessoas usuárias dos serviços prestados pela Instituição.

Alinhado à Visão, Missão e Valores da instituição, o Sistema de Gestão da Qualidade do Hospital Santa Izabel é formado por um conjunto de políticas, ações e programas que têm como foco a segurança da assistência e satisfação dos clientes. Isso é possível através do monitoramento da eficácia na assistência à saúde e do incentivo ao ensino e à pesquisa médica.

Como ferramentas, programas e processos utilizados pelo Hospital Santa Izabel, vale mencionar a Acreditação Hospitalar, o Gerenciamento de Risco, Programa de Prevenção e Controle de Infecções, Núcleo de Atendimento ao Cliente, Painel Estratégico, Painel de Indicadores (Gestão à Vista), Programa de Humanização da Assistência à Saúde e as ações de Hospitalidade.

Educação Permanente

Pensando no conforto e segurança de seus pacientes, o Hospital Santa Izabel investe tanto em desenvolvimento humano, através da capacitação de seus profissionais, quanto em desenvolvimento técnico. Isso é feito por meio de uma gestão partilhada entre as áreas de Educação Permanente e Recursos Humanos, que foca no aumento de competências comportamentais e técnicas de seus empregados, como comunicação e relação interpessoal.

A Educação Permanente atua no sentido de aperfeiçoar as ações realizadas pela equipe não médica (enfermeiros, fisioterapeutas, assistentes administrativos), de forma a desenvolver as potencialidades desses profissionais, dentro de um contexto que envolve competências técnicas e comportamentais. Como forma de garantir a qualidade dos processos, essa equipe é monitorada em suas funções, através de indicadores de desempenho.

Para isso, é necessário que se tenha um programa de desenvolvimento técnico para a equipe operacional, que contemple capacitação e aprimoramento profissional para manuseio de novas tecnologias, atendimento à saúde no foco de patologias, diagnóstico e tratamento. Também faz parte da estratégia do Hospital Santa Izabel, a humanização no cuidado com o paciente e a promoção de discussões internas entre a equipe operacional, de forma que demande melhorias e ações corretivas.

Essas iniciativas viabilizam a implantação da qualidade e segurança da assistência prestada ao paciente, sempre respeitando a ética e a missão do Hospital. Desta forma, é possível discutir e desenvolver processos de trabalho mais eficientes, além de adotar medidas que proporcionem, por exemplo, a diminuição do tempo de internamento e a identificação precoce de sinais de complicações dos casos clínicos.